De acordo com um relatório lançado pela Indústria Brasileira de Árvores (IBA) recentemente, pelo segundo ano consecutivo a desaceleração da construção civil levou à queda do consumo de madeira serrada. O relatório diz que o consumo caiu de 7,2 milhões m³ em 2015 para 6,4 milhões m³ em 2016.

Mesmo assim, como resultado da desvalorização da moeda brasileira em relação ao dólar americano, as importações de madeira serrada aumentaram 39% em relação a 2015. As importações de 2016 totalizaram 2,2 milhões m³.

Entretanto, a produção total de madeira compensada de florestas plantadas aumentou somente 3,8% em 2016, rendendo 2,7 milhões m³, dos quais 1,8 milhões foram exportados. Enquanto isso, as vendas desse mesmo produto no mercado interno caíram quase 12% em comparação com 2015, totalizando 900.000 m³ em 2016.