Como é de conhecimento geral, a Floresta Amazônica se estende por vários estados nortistas, e não só pelo Amazonas. Segundo uma matéria recente do Estadão, a parte da Floresta Amazônica que está dentro do estado do Maranhão já sofre com 75% de sua área sendo desmatada, além de enfrentar a escassez de água e ter os piores indicadores sociais e econômicos do Brasil.

Em soma a isso, o Maranhão também enfrenta níveis recordes de queimadas no país e pesquisadores que trabalham na Amazônia Maranhense afirmam que é essencial o governo do Maranhão criar mecanismos para proteger suas florestas, divulgar e incentivar agricultura sem queimadas e estabelecer uma política de restauração florestal.

“A floresta amazônica no Maranhão foi amplamente convertida em carvão vegetal usado nas indústrias de ferro gusa da região, e as áreas desmatadas deram espaço para o desenvolvimento da agropecuária e as plantações de eucalipto” diz Marcelo Carneiro, um dos autores do estudo e que é professor da Universidade Federal do Maranhão.