Loading...

Conheça sobre acabamento superficial

Assim como as etapas anteriores de instalação, na fase final de acabamento superficial deve-se manter o rigor e os cuidados mínimos para sua execução.

Recomenda-se utilizar os equipamentos e produtos adequados para cada tipo de piso e acabamento, e seguir sempre as orientações de utilização recomendadas pelos fabricantes, mantendo a garantia do produto caso ocorra algum problema. Os profissionais devem se qualificar e buscar adquirir experiência na área, aprendendo sobre os produtos e as técnicas de aplicação destes, antes de iniciar um trabalho sozinho.

As etapas do acabamento superficial consistem em lixamento, calafetação de frestas, limpeza da superfície e finalmente a aplicação de produtos protetores (seladores, vernizes e etc).

Lixamento:

Esta etapa inicial tem o objetivo de eliminar problemas na superfície de algumas peças do piso, remover possíveis desníveis entre as peças e principalmente preparar a superfície para receber os produtos de proteção e acabamento.

Para se obter um bom resultado nesta etapa é fundamental seguir uma sequência de lixas com granulometrias variadas, iniciando com lixas que desgastam mais a madeira, corrigindo problemas mais grosseiros, até as lixas finais com granulometria mais fina que tem por finalidade deixar a superfície bem lisa e sem qualquer defeito.

É importante esclarecer que a numeração das lixas é feita conforme a granulometria, ou seja, as lixas com maior poder de desgaste são numeradas com números menores e as mais finas com numeração maior.

É indispensável manter a lixadeira sempre em perfeito estado de funcionamento e com a lixa bem esticada, conforme indica o manual de cada equipamento. Também é preciso verificar a localização de tomadas com a voltagem correta para o funcionamento da máquina (para não atrasar o serviço). Portanto, o operador deve sempre ter uma extensão de grande comprimento junto à lixadeira.

Os equipamentos de segurança nunca devem ser esquecidos. Então, para realizar esta etapa o operador da lixadeira deve usar máscara óculos e protetor auricular durante todo o trabalho.

Processo de lixamento.

Esta preparação inicial da superfície (lixamento) deve ser realizada em toda a área, com paradas periódicas e remoção de pó (vassoura ou aspirador de pó), para analisar como está a superfície. Assim, pode-se dizer que a quantidade de “passadas” ou tempo desta etapa depende do desnível da superfície, entre outros problemas.

O lixamento com o objetivo de restauração do piso deve considerar a quantidade de lixamentos prévios (restauração anteriores), a dureza do verniz e a madeira (alta ou baixa densidade). O lixamentos deve ser cauteloso, considerando que o encaixe fêmea superior pode já ser muito fino e assim pode não suportar desgaste muito grande. Se possível, tentar identificar como está à espessura do piso.

Para pisos que já tenham revestimento e com desgaste localizado ou riscos em determinadas regiões, deve-se fazer um lixamento leve com lixa apropriada em todo o piso( de preferência com granulometria mais fina).

As maquinas mais utilizadas são de rolo e disco, que trabalham em altas rotações. Sendo assim, a lixeira deve ser manipulada a uma velocidade constante e moderada, retrocedendo sempre sobre a mesma linha de avanço.

Para evitar acidentes o operador não deve interromper o lixamento com a máquina ligada e o disco abaixado e girando. Também não deve mudar de direções bruscamente, principalmente quando estiver utilizando lixas grossas, pois isto pode causar marcas profundas que dificilmente são removidas com outras lixas mais finas.

Ao final da operação deve-se analisar toda a superfície do piso. No caso de se observar irregularidades ou defeitos, deve-se realizar outra passada com lixa de numeração igual e no sentido contrário da anterior.

Nos cantos onde a lixadeira de rolo ou disco não alcança, recomenda-se o uso de uma lixadeira de canto.

Lixamento em processo.

É importante lembrar que quanto melhor o lixamento, melhor deve ser o acabamento. Cada etapa do lixamento deve ser no sentido perpendicular ao anterior, ou seja, em sentidos cruzados.

A eficiência do processo de acabamento depende totalmente da habilidade e da experiência do profissional na etapa de lixamento.

2018-11-13T15:53:44+00:00outubro 31st, 2018|Não categorizado|