Há uma grande variedade de pisos de madeira em diversas cores e tipos diferentes de madeira que podem fazer com que seu lar fique mais atraente.

Antes de escolher um piso de madeira, considere todas as variáveis como a área onde ele será instalado, a aparência que você quer atingir e quanto você está disposto a gastar.

O passo mais importante após decidir o tipo de madeira é procurar o melhor profissional disponível para a aplicação do piso.

Se você mora em uma casa ou apartamento, é possível utilizar pisos de madeira também em sua varanda, sacada e/ou jardins.

Os dois tipos de madeira mais utilizados, como já dito nesse post, são os de madeira maciça (tábuas corridas ou tacos), e laminada.

Em termos de durabilidade e qualidade, há um certo consenso geral de que a madeira maciça seja melhor, justamente pelo que seu nome já indica. É uma peça única de madeira, diferentemente da madeira laminada que, como o nome também indica, é feita de várias espécies de madeira sobrepostas e coladas. Entretanto, se é um laminado de boa qualidade, ambos os pisos se equivalem, principalmente para uso interno.

No caso de uso externo, como deques, por exemplo, é recomendável o uso da madeira maciça, de uma espécie que seja resistente a intempéries e que não absorva o calor do sol, a fim de que se possa andar sobre o piso a qualquer hora do dia.

Os pisos de madeira são versáteis e, por isso, podem ser utilizados em chãos irregulares, cantos difíceis etc.

Veja nas publicações a seguir, uma variedade de madeiras brasileiras que podem ser utilizadas para pisos e suas características:

Guia Básico para a Instalação de Pisos de Madeira e Pisos de Madeira – Características de Espécies Brasileiras

Matéria baseada em artigo disponível em: <https://www.nst.com.my/property/2017/08/268833/things-consider-when-installing-hardwood-flooring>, com adaptações.