Loading...

Características do contrapiso

Contrapiso é um elemento do piso constituído por uma ou mais camadas de material cimentício no traço 1:3 (uma parte de cimento e três partes de areia), lançado sobre uma base ou piso, que deve apresentar características como espessura, regularidade superficial, resistência mecânica, compacidade e durabilidade adequadas.

Além do traço adequado é importante que o material cimenticio seja bem hidratado para facilitar a compactação e evitar que a massa, depois de seca, seja facilmente esfarelada pelo atrito do pé, pedaço de madeira ou objeto pontiagudo, defeito comumente conhecido como aspecto de “farofa”. É importante ressaltar que um contrapiso adequado para o recebimento de piso de madeira é de responsabilidade dos profissionais executores da obra. E para evitar problemas futuros deve se apresentar íntegro, plano, isolado de umidade e também adequadamente seco.

Funções

Dentre as funções do contrapiso, as principais são:

  • Regularizar a base para posterior recebimento de piso;
  • Ser suporte para fixação de revestimentos e demais componentes de instalações;
  • Possibilitar desníveis entre ambientes;
  • Declividades para escoamento;
  • Correção de defeitos da base.

Classificação

A classificação dos contrapisos está relacionada à sua interação com a base, destacando dois tipos:

  1. a) Contrapiso aderido: apresenta aderência total com a base. Neste caso o contrapiso pode ter pequenas espessuras (30 – 40mm), pois trabalha em conjunto com a base.
  2. b) Contrapiso flutuante: caracteriza-se pela presença de camada(s) intermediária(s) de isolamento ou impermeáveis entre a camada de contrapiso e a base, impedindo totalmente a sua aderência. Neste caso, a espessura mínima da camada de contrapiso é de 50mm.

Localização e construção do contrapiso

O contrapiso pode ser construído tanto em um piso térreo, como em um piso superior. Piso térreo é aquele instalado sobre um contrapiso de cimento, que está em contato direto com o solo. Nesta situação o contrapiso está sujeito à absorção de umidade do solo e, com o reumedecimento do contrapiso, esta umidade deve umedecer também o piso de madeira.

Nesta condição de instalação do piso de madeira pode-se afirmar que a correta impermeabilização do contrapiso é obrigatória e indispensável.

Para a construção do contrapiso no piso térreo, a preparação adequada do terreno é muito importante para que o resultado final do trabalho seja perfeito, considerando aspectos técnicos e estéticos. Desta forma evitam-se problemas posteriores, como umidade ascendente e afundamentos.

O piso superior é aquele que é instalado sobre um contrapiso que não tem contato com o solo, por exemplo, as lajes. Nesta condição a impermeabilização é facultativa. Porém, nas áreas de interface com piso frio, jardim, floreira ou área com alguma possibilidade de contato com água ou umidade, a impermeabilização também torna-se obrigatória.

O tipo de contrapiso para este caso geralmente é o contrapiso aderido, ou seja, apresenta aderência total com a base. Sendo assim, a construção do contrapiso tem que ser realizada de acordo com o tipo de piso e as peculiaridades do ambiente. Além desses aspectos, a construção do contrapiso deve seguir as normas técnicas vigentes e ser supervisionada por responsável técnico capacitado.

Cuidados

Terminado o acabamento superficial do contrapiso, recomendam-se alguns cuidados:

  • A cura (processo para garantir o endurecimento correto do cimento) pode ser feita nas condições do ambiente, uma vez que se tratam de contrapisos interiores, estando protegidos dos efeitos diretos das intempéries;
  • O contrapiso deve ser mantido sem o trânsito de pessoas e equipamentos até que se complete a cura, para preservar a sua regularidade superficial;
  • Deve-se verificar se o contrapiso está adequadamente seco, com teor de umidade compatível com o revestimento a ser aplicado. Importante esclarecer que o processo de cura é feito para garantir o endurecimento do contrapiso de cimento e assim obter as características de resistência desejadas. Apesar do processo de cura estar ligado com a evaporação da água da massa de cimento, um contrapiso curado pode não estar adequadamente seco para instalação do piso de madeira;
  • No caso de cura química do contrapiso, para piso de madeira instalado apenas com cola, é necessário verificar a compatibilidade entre o produto utilizado (catalisador) e o adesivo empregado para fixação deste.

2018-03-28T12:22:26+00:00

Leave A Comment